Baiano articula quase R$ 1 milhão para Festival de Quadrilhas

Por Vip Araguaia 17/06/2022 - 18:04 hs
Foto: Assessoria

Rondonópolis realiza neste sábado, 18 de junho, a segunda etapa do Festival de Quadrilhas do Araguaia – Festrilha 2022. O festival, que esteve suspenso nos últimos dois anos, devido a pandemia, retorna com força total. Serão investidos pelo Governo do Estado mais de R$ 1 milhão para a realização de seis etapas regionais, sediadas nos municípios de Tangará da Serra, Rondonópolis, Alto Boa Vista, Ribeirão Cascalheira, Barra do Garças e a grande final, em Nova Xavantina.   

Do total, R$ 885 mil foram garantidos pelo governador Mauro Mendes após a articulação do ex-deputado estadual Baiano Filho (UB), que defendeu a necessidade da parceria do Governo do Estado para a continuidade do evento. Baiano é considerado pelos participantes do Movimento Junino, o patrono das Quadrilhas Juninas do Araguaia, tendo sido ao longo de quase 20 anos, o principal responsável pela garantia de recursos para o evento. 

“Há alguns meses, fomos chamados pelo movimento junino para interferir junto ao governador, na garantia de recursos. Como resultado, serão aportados a nosso pedido R$ 885 mil, em recursos diretos do caixa da Secretaria de Estado de Cultura (Secel) autorizados pelo governador, e o restante via emenda parlamentar. Quero agradecer a confiança do Movimento Quadrilheiro, que buscou pela nossa intervenção, mais uma vez reconhecendo o nosso histórico de trabalho pelas Quadrilhas do Araguaia. Uma história de quase 20 anos, de muito trabalho, de momentos difíceis, e de muita construção”, lembrou Baiano. 

Os recursos serão investidos na aquisição e produção dos figurinos e em apoio às equipes participantes, e outra parte na estruturação do evento (palco, sonorização, iluminação), além da premiação aos participantes. O evento é uma realização da Federação Mato-grossense de Quadrilhas (FMTQ).

COMPROMISSO – Ao longo de quase 20 anos, Baiano tem sido o principal articulador do Movimento Quadrilheiro do Araguaia, garantindo ano a ano os recursos que fizeram do evento a maior manifestação artística do Araguaia. A tradição teve início em Serra Nova Dourada no ano de 2000. A partir de então, nos anos seguintes o circuito adquiriu força e visibilidade na região, conquistando adeptos e a credibilidade dos municípios que passaram a incentivar a formação de novos grupos e a expansão do evento.

Em 2009, Serra Nova deixou de realizar as competições. Preocupados com a possibilidade do fim da tradição, os grupos recorreram ao apoio de Baiano Filho, que já incentivava o circuito desde 2003, enquanto secretário de Estado de Esportes e Lazer (SEEL). A partir de então, Baiano abraçou definitivamente o projeto assumindo anualmente a responsabilidade pela viabilização financeira do evento e apoio aos municípios para a logística da festa. A meta é garantir que a tradição mantida pelos Quadrilheiros do Araguaia se torne referência entre os estados do norte e nordeste, exemplos nacionais de incentivo e preservação à cultura popular.